escolhas estratégicas

… ao jantar falávamos sobre a dificuldade de escrever em grupo.

– Eu também não gosto. E além disso despacho-me melhor sozinho. Ainda no outro dia fizemos uma composição sobre uma história à escolha e como estava sozinho acabei vinte minutos antes dos outros que só discutiam e não escreviam nada.
– E depois, aproveitaste para melhorar o texto?
– Não, a professora deixou-me ficar a ler o Harry Potter.
– Mas não te digo sempre Francisco que devias rever os textos?! Não basta só o que se conta, também importa como se conta. E isso requer tempo e método.
– Mas eu revi.
– Pois
– Oh Pai, mas eu escolhi a menina dos fósforos.
– E?
– E … E eram só três fósforos!

Por vezes, a preguiça é uma arte

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: