dioptrias

Dou por mim com o avançar dos tempos a sentir-me cada vez mais sereno e complacente com o mundo. Claro que continuo o homem susceptível e irritável de sempre mas não são dessas nuances epidérmicas que aqui falo. Falo do conforto que alcanço no que alcanço, aqui, já. Agora lido apenas com as partes que estão ao meu redor e brinco assim a ser feliz. Confesso até que tenho já alguma dificuldade em compreender aqueles que vivem inquietos com horizontes que não avistam como se esses fossem partes perdidas deles.

Claro que já me interroguei se isso, [esta coisa de se esbater (a importância) a nitidez dos contornos ao longe], não será apenas uma questão de vista cansada*.
marycard.jpg

 

 

  
  
imagem gentilmente produzida por Nuno ‘Bro’ e originalmente publicada aqui

 

        * eu até usava óculos, mas um dia perdi-os e nunca mais comprei outros. agora sofro dessa alguma miopia e de uma agradável superficialidade.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: