pois. dislates de mais uma noite de bilhar

que raio, o mundo assim mirra-se(-nos).

mais aqui, nas letras, onde incontornamos as vontades que normalmente somos tentados a esconder.

faz sentido? provavelmente sim. é esse o paradigma desta escrita. esta, exposta e fácil. tão fácil.

estou farto de parecer tão tanto, tão pouco. assim tão geométrico o mundo mirra-se(-me). teorético. induvidavel.

fotoblog, agora? a minha máquina caíu e encravou. fico assim, então. semidivino. inventando-me(-o). invejando-me(-o).

vivi uma vida quase inteira sem escrever, ou melhor, sem motivo para escrever, ou melhor sem inventar motivo para escrever, ou melhor ainda, sem inventar motivos para ser lido. e agora, esta condição que aqui exponho, mesmo que para muito poucos, torna-se inconcebível.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: