colectando

Ana, lá para o painel de fotos do mar que queres arranjar, achas que ficavam mal umas palavrinhas a situarem o momento, enfim, uma coisa assim um bocado de pai amaricado, como esta por exemplo, entre maiorca e ibiza?

Anúncios

One response to “colectando


  • Três anos depois e tenho novas do Francisco e do mar. Julho, travessia para o sul de França contam-me de lá, e de lá contam-me mais tarde também que o turno da noite foi dele, mas já sem mim e sem outros. Três ou 4 horas por avante no breú do mar atento nas velas e fazendo o rumo enquanto tios e primas se entregam ao sono, confiando-lhe o casco.

    Reflicto na travessia de há 3 anos atrás e comparo-a: não há simbolismo nisto, há mesmo uma verdade concreta, desta feita eu já não estava lá, os outros dormiam e ele cumpria uma perna de vela, sózinho, pela noite fora. Assim ir – sei do que falo – não é mera questão naútica, tem a ver com a confiança e a paz interna. Conheço muitos que nunca chegaram até aqui, até assim, tão adultos consigo próprios para nisto não precisarem de companhia.

    É também sorte, e disso faço elogio, ter um tio que lhe concede tamanha prova de confiança.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: