Monthly Archives: Abril 2012

o homem por metade

Tenho dois filhos apenas numa metade de mim. Na outra metade insisto julgar que lhes vou abrigando o futuro. E entretanto eles vão crescendo, eles já cresceram, sem tempo meu, tão ocupado a construir-lhes uma cabana na copa das árvores onde agora já nem têm idade para brincar. Tanto zelo. Tanto atraso. Tanto destino que vou perdendo nesta ilusão de lhes querer ir amaciando futuros.


… a chaleira já está cheia e o lume aceso

Este escrito sobre nós tem 69 anos:

“Pesa-nos a autoridade, atrofia-nos a disciplina, seduz-nos o hipercriticismo por motivos fúteis, parece-nos salutar entretenimento descartar homens e destruir governos.”

É-me inquietante reconhecer a sua actualidade, mas mais ainda concordar com o seu autor*, não por ter sido quem foi, mas pelo estado de contingência a que os juízos de então nos conduziram .

* que, para não induzir juízos prévios, oculto no separador debaixo

Continue a ler


%d bloggers like this: