Monthly Archives: Julho 2012

post …it

para quando aqui voltar: 

escrevinhanço sobre aquela noite em que resolvemos ir arranjar a vista do alpendre


do que verdadeiramente importa

As coisas que nos são verdadeiramente importantes são tão frágeis e ténues que precisamos de as admirar todos os dias para que não lhes percamos o rasto . Se todos os dias gizarmos os seus contornos elas não se desvanecem. Se algum dia nos esquecermos de lhes seguir os traços que vão deixando, acabaremos a olhar para um fundo vazio, onde antes habitava a nossa felicidade.

Só aprendi isto quase com 50 anos. Infelizes daqueles que continuam a olhar para um quadro de ardósia como se nele ainda nada tivesse sido escrito.


%d bloggers like this: