com fateixas no partir

Um dia vou partir. Mas partir mesmo, partir, apenas, ímpeto e gesto sem essas coisas do destino e da hora marcada. Largo-me sem me interrogar para onde vou nem quando irei chegar. O que verdadeiramente importa nas viagens, aquelas que deveras nos levam, é justamente esse primeiro passo, aquele que quase nunca se dá … porque num instante antes, abdicados, nos cedemos a perguntar, ‘mas para onde?’. E lá está, o inevitável lugar que se quer bem determinado, o horror de nos darmos em perdidos rodopiando sem mira nem nexo em cima de terra nenhuma. Ninguém parte verdadeiramente, ninguém o faz com liberdade, quando ainda no partir leva consigo esse irrefreável querer saber do chegar. E somos tantos, tanta gente a vagabundear mundo sem nunca sair de si.


3 responses to “com fateixas no partir

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: