ela

Basta ler-me aqui e em outros locais para compreender que cada vez mais falo da morte, por este ou aquele motivo, mas provavelmente porque a morte  é um fenómeno que nos enlaça mais com o adiantar da idade e se torna cada vez mais familiar. Sempre encontrei no escrever uma forma hábil da auto-confrontação e, se assim é, espero que neste caso seja para vulgarizar essa coisa que um dia me fará simplesmente desaparecer. E claro que se dela me conseguir apartar com a velocidade e avidez recomendadas, tanto melhor, caso contrário também estará bem, desde que nada transforme a vida que ainda tenho, num local de espera. Não preciso de muito tempo, não pretendo lavrar memórias, apenas espero é não levar comigo saudades das coisas que não fiz.

Anúncios

3 responses to “ela

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: