do mar cadáver

by Fernando Paula

by Fernando Paula

A semana passada fui ao deserto. Fiz o programa todo, com camelos, acampamentos e dunas. Hei-de trazer para aqui algo sobre isso, para registo póstumo. Mas por agora, como mera declaração casual, apenas se me oferece registar o seguinte: O deserto poderia ser como o mar, não fosse tão fatalmente preguiçoso.

Consigo olhar para o mar e sentir-lhe o humor, mais forte que o meu até. A serenidade, a euforia, a raiva, a exaustão, a temeridade, tudo no mar, alternante, é como em nós, mas em maior. O deserto é, sei-o agora, o que mais lhe está próximo mas, sem latitude nos humores, é dele embuste. Enfada-me o deserto, não por causa da areia e da forma como vagaroso brinca com as cores, que esse é o seu encantamento, mas pelo pouco que faz com ela.

O deserto é o mar, em defunto. Não há naquele horizonte adornado de cores melosas e curvas boleadas imprevisibilidade bastante para que lhe possamos inventar um futuro. Encarar o mar é olhar por diante, para a inquietude de amanhã, navegar na incerteza e se formos corajosos trazê-la até nós. Mas a contemplação do deserto, quieta, calada, cálida, enganosamente açucarada, nada traz por diante. Não há carácter, apenas uma hipnótica valsa de tons e distância parada para nos esconder o que é óbvio: ali nada mais há que ausência, essas memórias pútridas – ainda que belas – do que já foi.

Se chamo o mar para me chamar a mim, ao deserto deverei escondê-lo, sei-o agora, para que não traga essa parte de mim, a fingir-me contemplativo, a fazer-me olhado nas entorpecidas curvas que desenha no horizonte, imóveis, qual veneno de fazer calar vontades e adormecer o que por direito humano devo aguardar me possa calhar amanhã. Às dunas, belas ao final da tarde, olho-as por cima do ombro, vagaroso, como quem corre cortinas. Às vagas, essa vontade de água irrequieta, justamente por não poder saber o que lhes quero e o que elas de mim querem, prefiro fitá-las de frente, do lado da vida.

Além disso, confesso, não gosto de Tajine.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: