ora se não era para ser igual que o tivesse dito …

A prateleira da casa de banho do Algarve lascou-se na zona de um dos suportes.

Preguiçoso para o resolver então, trago a travessa de vidro comigo para Lisboa. Tenho um vidraceiro mesmo por baixo de casa.

Uns dias mais tarde entrego-a ao Diogo e peço-lhe que vá até eles e peça uma nova com as mesmas medidas.

À noite, quando chego, pergunto-lhe por ela. “Está aqui” diz ele com ar de dever cumprido. E eu, que não, que “Essa foi a que te dei”. E ele a avançar, desmentindo-me orgulhosamente: “Parece não é?! ficou tão bem que nem se nota a diferença”. E perante a minha incredibilidade vai buscar a outra, a lascada.

De facto tinha sido um belo trabalho. O entalhe no vidro estava tão bem feito que quase não se percebia qual estava quebrada e qual ele tinha mandado fazer exactamente com a mesma parte estilhaçada… fiquei com duas prateleiras estragadas, mas uma delas estava perfeita.

E aprendi que da próxima vez, quando pedir alguma coisa, é melhor não ter pressa em sair de casa e ser mais claro (ou menos claro) nas minhas instruções.

[mais uma para juntar ao álbum de família]

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: