Monthly Archives: Fevereiro 2010

entre o ir e voltar

 

 
 

Há alturas em que a um homem apetece enfurecidamente franquear a janela ao ar, rasgar o peito e gritá-lo, esburacar a camisa e gesticular que nem um louco, fazer-se notado só para fruir do prazer em poder desprezar(se) (n)isso. E fá-lo sabendo que em seguida retornará ao de sempre, que é importante que sinta esse frémito apenas como uma mera interrupção de algo, coisa por onde não queira ficar a vogar por muito tempo. Pouco importa. Importa que se apetecer possa um homem dar azo a tal repente desvairado, e escancarar-se, sabendo que depois voltará aquietado para o silencioso e tranquilo anonimato das emoções.

 

Claro que se tiver um blog lhe bastará apenas fazer publicar um post, meia dúzia de palavras em contra-mão, que o efeito será idêntico mas obvia-o do trabalho de já não ter de repor a sua normalidade, o seu agir acautelado, perante quem então o olhar com uns esbugalhados olhos de espanto.

 

Anúncios

%d bloggers like this: