Monthly Archives: Fevereiro 2020

O cómico e o burlesco estão escondidos por todos os cantos. Mas é muito mais fácil encontrá-los no que nos aborrece do que na normalidade.


ou isso …

É importante não esquecer que a comunicação é só a película, um interface, daquilo que verdadeiramente se passa dentro de nós. E que é por isso provável que transmita até o oposto daquilo que realmente importa. Algumas vezes acerta, outras esconde-nos.

 

e ainda uma nota de rodapé que ainda é pequena mas tem potencial para crescer muito.

    • para os mais próximos, com quem porventura tenha conversado sobre esta estranha coisa e com tão pouco de imputável a um metalúrgico como eu, esta coisa do blog já quase imortal…
    • pensar um disparate, vir lançá-lo aqui, sabendo que ninguém o lê – este bizarro fetiche – e aconchegado por isso, mas com a dúvida suficiente do ” ah, pode sempre vir aí alguém” a bastar para pôr os napperons da ortografia endireitados e dar dois toques no texto, pelo sim pelo não
    • o curioso é que infalivelmente esse alguém chega. sou eu. largos anos depois, a revisitar-me. e com os napperons no lugar e o texto penteadinho reconheço, desavergonhadamente, que é uma viagem agradável.
    • afinal, fui pela mecânica – na altura o lavoisier e o lagrange pareciam-me os mais avisados – e quão esfalfado me deixou esse caminho, para descobrir que era na escrita, essa coisa do sofá, onde se podiam fabricar as máquinas do tempo.

e prontos.


%d bloggers like this: