Monthly Archives: Maio 2011

a besta

Comeu-me as letras primeiro, depois a vontade, a fome, o sono e por fim até já só o estar

… e deixou-me apenas este rasto de fúria que para nada me serve.


e já faltou mais!

no mar não está o chegar, mas o ir

… e vivem tristes os homens que não podem por ele partir.


%d bloggers like this: